Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estrela Poesia

A vida se faz caminhando,cada dia cada hora é único,mas sempre de mão dada com o amor

Estrela Poesia

A vida se faz caminhando,cada dia cada hora é único,mas sempre de mão dada com o amor

Ame!!!

Ame!!!
Quando o Amor chegar ame.
Com calor, sofreguidão mas ame
Mesmo se não atingir a lua,ame
Com sinceridade, mas ame sempre
De verdade, com paixão, mas ame
Se algum dia, sentir um vazio! ame
Depois com cabelos brancos..ame!!!
Por favor, até à morte tente, e ame.

Em dias de inspiração Lisa

Chove

Mas isso que importa!,
se estou aqui abrigado nesta porta
a ouvir a chuva que cai do céu
uma melodia de silêncio
que ninguém mais ouve
senão eu?

Chove...

Mas é do destino
de quem ama
ouvir um violino
até na lama.
 
José Gomes Ferreira

Desespero

Não eram meus os olhos que te olharam
Nem este corpo exausto que despi
Nem os lábios sedentos que poisaram
No mais secreto do que existe em ti.

 

Não eram meus os dedos que tocaram
Tua falsa beleza, em que não vi
Mais que os vícios que um dia me geraram
E me perseguem desde que nasci.

 

Não fui eu que te quis. E não sou eu
Que hoje te aspiro e embalo e gemo e canto,
Possesso desta raiva que me deu

A grande solidão que de ti espero.


A voz com que te chamo é o desencanto
E o espermen que te dou, o desespero.

 

                         José Carlos Ary dos Santos

 

Falavam-me de Natal

Quando um ramo de doze badaladas
se espalhava nos móveis e tu vinhas
solstício de mel pelas escadas
de um sentimento com nozes e com pinhas,

menino eras de lenha e crepitavas
porque do fogo o nome antigo tinhas
e em sua eternidade colocavas
o que a infância pedia às andorinhas.

Depois nas folhas secas te envolvias
de trezentos e muitos lerdos dias
e eras um sol na sombra flagelado.

O fel que por nós bebes te liberta
e no manso natal que te conserta
só tu ficaste a ti acostumado.

Natália Correia

Mermúrio


Traze-me um pouco das sombras serenas
que as nuvens transportam por cima do dia!
Um pouco de sombra, apenas,
- vê que nem te peço alegria.


Traze-me um pouco da alvura dos luares
que a noite sustenta no teu coração!
A alvura, apenas, dos ares:
- vê que nem te peço ilusão.


Traze-me um pouco da tua lembrança,
aroma perdido, saudade da flor!
- Vê que nem te digo - esperança!
- Vê que nem sequer sonho - amor!


 
Cecília Meireles

Rosas de Amor

Nestas Rosas deixo o Amor

Cheiro calor,ternura frescura

Mas deixo o coração,com paixão

De belas e formosas,como as rosas

De grande explendor só podem ser

Rosas de um profundo AMOR

 

Em dias de amor e inspiração/ Lisa

O Velho e a Flor


Por céus e mares eu andei,
Vi um poeta e vi um rei
Na esperança de saber
O que é o amor.

Ninguém sabia me dizer,
Eu já queria até morrer
Quando um velhinho
Com uma flor assim falou:

O amor é o carinho,
É o espinho que não se vê em cada flor.
É a vida quando
Chega sangrando aberta
em pétalas de amor.

Vinícius de Moraes



O Beijo

Seu beijo é mais lindo que o mar e céu, seu beijo é mais doce que o mel. Te abraço e o tempo parece voar, teu beijo tem gosto de amor, entao me beije por favor...

 

Nós

Eu e ela

sós no cair da chuva cerrada

e no vento uivando no pára-brisas molhado

Eu e ela sós

e não mais que símbolos de  amanhã

perdidos na imensidão da terra e do mar

sementes de carne

nervos e vento salgado

soluçando promessas quentes  no chão molhado.

Eu e ela!

José Craveirinha

 

As Rosas

Quando à noite desfolho e trinco as rosas

É como se prendesse entre os meus dentes

Todo o luar das noites transparentes,

Todo o fulgor das tardes luminosas

O vento bailador das Primaveras,

A doçura amarga dos poentes,

E a exaltação de todas as esperas

Sophia Mello Brayner

Pág. 1/2