Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estrela Poesia

A vida se faz caminhando,cada dia cada hora é único,mas sempre de mão dada com o amor

Estrela Poesia

A vida se faz caminhando,cada dia cada hora é único,mas sempre de mão dada com o amor

Chove

Chove...

Mas isso que importa!,

se estou aqui abrigado nesta porta

a ouvir a chuva que cai do céu

uma melodia de silêncio

que ninguém mais ouve

senão eu?

Chove...

Mas é do destino

de quem ama

ouvir um violino

 

José Gomes Ferreira

 

Frases da Vida

Admiro a terra, quero-a, sempre gostei dela. Sempre me senti feliz por estar vivo: apesar da guerra, das más notícias, não sou capaz de matar em mim a simples alegria de viver.


Julien Green

Espero por Ti

 

Com silêncios de sonhos

Em madrugadas vazias

De magoas, tristonhas

De amores, perdidos

Em noites de bruma

 

Serrada com nevoeiro

A noite chega, e tu.

Que não vieste, perdi!

O tempo de esperar

Que nasça o sol, em ti.

 

Em que espero de novo

A tua lembrança, ou presença

Mesmo que essa seja a indiferença

Mesmo em sonho, espero de novo

Mesmo sem sol, espero por ti!

 

 estrelapoesia /Lisa

 

De Tarde

Naquele «pic-nic» de burguesas,
Houve uma coisa simplesmente bela,
E que, sem ter história nem grandezas,
Em todo o caso dava uma aguarela.

Foi quando tu, descendo do burrico,
Foste colher, sem imposturas tolas,
A um granzoal azul de grão-de-bico
Um ramalhete rubro de papoulas.

Pouco depois, em cima duns penhascos,
Nós acampámos, inda o sol se via;
E houve talhadas de melão, damascos,
E pão de ló molhado em malvasia.

Mas, todo púrpuro, a sair da renda
Dos teus dois seios como duas rolas,
Era o supremo encanto da merenda
O ramalhete rubro das papoulas.

Cesário Verde

 

AMAR

Amor, é Poesia no ar, sublime de falar

Calor, paixão, mas também desilusão

Como não posso amar, se calhar!

Posso, ou não quero arriscar!

Amor trás amargura, desgosto talvez!

De sentir, de sorrir ser livre, de gritar

Como é gostoso amar, posso sonhar

Acordar, fechar os olhos, amar!

Mas!..Sempre amar,e sonhar.

estrelapoesia